Palpiteiros comentam a Copa do Mundo

Como muitos apostavam, a Espanha conquistou a Copa do Mundo 2010. Desde a Copa das Confederações já era colocada entre as favoritas ao título, mas como começou o Mundial com derrota, criou certa desconfiança. E pelo que parece, aquela derrota serviu de lição para a equipe que depois foi matando adversário por adversário, até bater a Holanda e conquistar o título inédito. Parabéns a Espanha que conseguiu formar uma equipe vencedora, com grandes craques que souberam decidir as partidas quando foi preciso. Mas bem, Copa encerrada e podemos tirar algumas conclusões: favoritismo e tradição nem sempre podem ser levados em conta, vide Itália e França; a Copa começa mesmo nas oitavas de final, esqueça o que viu na primeira fase; a fortuna em dinheiro investida em estádios e infra estrutura é recompensada com a fantástica festa proporcionada nas arquibancadas pelos mais diversos povos e pelos jogadores dentro de campo; o caminho estava fácil para o Hexa mas os 15 minutos de intervalo transformaram os jogadores canarinhos. Como é lindo, mesmo de longe, poder acompanhar uma Copa do Mundo, imagine como será a edição de 2014, no nosso País? Aguardaremos com muita expectativa, torcendo para que todas as obras estejam concluídas, que as cidades estejam mais seguras, que os políticos sejam mais honestos, que o HEXA seja conquistado…Veja só como uma Copa do Mundo faz a gente sonhar…que venha 2014 e tudo (ou ao menos um pouco disso) se torne realidade!!!  DUDU77

A Copa do Mundo disputada na África do Sul serviu para que eu refletisse sobre alguns pontos em relação ao futebol mundial. Hoje em dia, temos vários países com torcedores tão apaixonados por futebol quanto nós brasileiros. Senão até mais. O retorno da seleção Argentina depois de ter tomado 4 da Alemanha, com milhares de torcedores em euforia e gritando o nome de seus jogadores fez eu pensar um pouco mais sobre o assunto. Há uns 2 meses assisti uma palestra com o jornalista Juca Kfouri em que ele afirmava que os argentinos eram muito mas fanáticos por futebol que os brasileiros. Na mesma palestra ele ainda citou alguns outros países em que uma pesquisa realizada apontava para tal fato. Bom, após assistir ao episódio ocorrido na recepção aos jogadores argentinos, sem falar da adoração que os “hermanos” tem pelo Maradona e a forma com que eles o idolatram, posso dizer que a afirmação do Juca tinha um fundo de verdade. Passionais? Podem até ser, mas temos que tirar alguns exemplos, principalmente na forma com que tratam seus ídolos. Temos muitos jogadores e ex jogadores que mereciam um pouco mais de respeito por parte do povo brasileiro. No mais, título justíssimo para a Espanha. Assisti alguns jogos da Eurocopa em 2008 e a “Fúria” não havia sido campeã por acaso. Só acredito que a final da Copa poderia ter sido com a Alemanha, que mostrou um futebol mais atraente que a Holanda mas devido ao chaveamento isso não foi possível. Agora é esperar 2014 e torcer para que os erros cometidos pela CBF não se repitam e que possamos voltar a acreditar no tão sonhado Hexa.   TIAGOL

Com toda a certeza a Copa do Mundo é algo muito especial por vários motivos e cito alguns deles: 1 – antes dela iniciar temos o período pré copa com os sorteios dos países e cidades sedes, sorteio dos grupos a copa das confederações e o mais importante a mobilização das pessoas e governos para realizar  uma bela copa. Acho que esse processo todo traz um avanço muito grande para uma nação, independente se ela vai ser a grande campeã ou não. 2 – É bonito de ver por exemplo Coréia do Sul x Grécia, não pelo futebol apresentado mas por serem povos tão diferentes ali frente a frente em uma disputa que é para servir de lição em respeito, anti racismo e integração dos povos, e a copa leva isso para o mundo todo. 3 – Sem dúvida o show da tecnologia em transmissão dos jogos é um espetáculo à parte e provavelmente teremos a próxima copa 100% em HD e muitos outros recursos que virão até lá.  4 – Ficamos com um sentimento diferente, principalmente os brasileiros que já são apaixonados por futebol, em copa do mundo esse sentimento vira Paixão, e mesmo que nossa seleção não chegue à final escolhemos outra que mais simpatizamos para torcer até que o mundial acabe.   DUDA03

Terminada a Copa da África, cabe fazer algumas considerações sobre o evento máximo do futebol no planeta, pois, particularmente, dentro de campo, eu esperava bem mais deste Mundial. Em termos táticos o torneio não apresentou nenhuma novidade, e em termos técnicos, os principais candidatos a craque como Messi, Cristiano Ronaldo e Kaká ficaram devendo. Tivemos que nos contentar com Forlán, Sneijder , David Villa, Iniesta, Schweinsteiger, Ozil e Muller. Também não podemos esquecer da dificuldade que tanto os jogadores de linha como os goleiros tiveram com a bola “Jabulani”, que na Final virou “Jobulani”. Acredito que os atletas deveriam ter um maior tempo de adaptação à nova bola, poupando-nos assim de assistir a aquelas conclusões horríveis, pois em plenas Finais da Copa ainda podíamos notar que “os artistas da bola” não haviam conseguido a tão esperada “intimidade com a “redondinha”. E a “vuvuzela”, ein? Espero que ela fique por lá mesmo…Outro fato negativo foi o péssimo nível das arbitragens, não sei se ganhando um maior destaque pelas inúmeras câmeras em campo, que nos mostravam os lances de todos os ângulos possíveis e imagináveis. Mas a verdade é que não podemos mais abrir mão destes recursos tecnológicos no auxilio a lances polêmicos, eliminando assim erros de interpretação que em muitas vezes, em jogos decisivos,  acabam até eliminando equipes das competições. E quanto às Seleções finalistas, estas não nos apresentaram nada de espetacular. Assim como a Espanha foi a campeã, se Holanda ou Alemanha tivessem chegado lá não haveria nenhuma injustiça. Até mesmo a nossa Seleção, se deixarmos de lado aquele desequilíbrio emocional que provocou aqueles 45 minutos de “apagão”, teria plenas condições de ter estado nesta Final. Não sei se estou sendo muito exigente, mas ficou o forte sentimento de que, pelo menos dentro das quatro linhas, este Mundial esteve aquém da grandeza do evento. DEDE2005

Anúncios

Espanha domina seleções da ‘Gazzetta dello Sport’ e do ‘L’Equipe’

Dois grandes jornais esportivos anunciaram nesta segunda-feira suas respectivas seleções da Copa de 2010. Tanto no italiano ‘Gazzetta dello Sport’ quanto no francês ‘L’Equipe’ o predomínio foi de representantes da campeã Espanha.

Na ‘Gazzetta’, Iker Casillas, Carles Puyol, Andrés Iniesta e David Villa, além do técnico Vicente del Bosque, formam indicados. Nas quatro linhas, a Alemanha, terceira colocada, também contou com quatro jogadores: Philipp Lahm, Arne Friedrich, Thomas Müller e Bastian Schweinsteiger. O time foi completo com os uruguaios Jorge Fucile e Diego Forlán e o holandês Wesley Sneijder.

A seleção da Copa da ‘Gazzetta’: Casillas; Fucile, Puyol, Friedrich e Lahm; Schweinsteiger, Iniesta, Sneijder e Müller; Forlán e Villa. Técnico: Vicente del Bosque.

Já a ‘L’Equipe’ indicou os mesmos jogadores do concorrente italiano, mais Sergio Ramos. A Alemanha contou com Friedrich, Schweinsteiger e Muller. Sneijder e Giovanni van Bronckhorst, da Holanda, e o uruguaio Forlán completaram a equipe.

O jornal também destacou que Iniesta é um dos principais favoritos à Bola de Ouro da Fifa, e que Sneijder é seu principal concorrente.

Confira a seleção da Copa do ‘L’Équipe’: Casillas; Sergio Ramos, Puyol, Friedrich e Van Bronckhorst; Schweinsteiger, Iniesta, Müller e Sneijder; Forlán e Villa.

Monte a sua seleção e participe do blog do PFC!!!

Éééé amigo, Copa do Mundo!!!

DANE29 é o grande vencedor do bolão da Copa

Depois de um mês de disputa emocionante, o PFC conheceu os três vencedores do bolão da Copa do Mundo 2010.

Em terceiro lugar ficou JUTRICOLOR89 com 1.303 pontos; a segunda colocação ficou com MLEHMEN, somando 1.326 pontos; mas ninguém superou DANE29 que com 1.352 pontos faturou o bolão da Copa.

Lembrando que a entrega da premiação será feita no próximo sábado, durante o encontro mensal do PFC. Mais detalhes serão divulgados nos próximos dias.

E vamos se ligar moçada, o trimestre Julho/Agosto/Setembro já está aberto para os palpites e as inscrições (R$ 15) podem ser feitas com o pessoal da Diretoria.

Não perca tempo, garanta logo sua presença nessa disputa sensacional!!!

Parabéns aos três palpiteiros e lembre-se: em uma rodada, tudo pode mudar!!!

Jabulaaaaaaaani

Ao contrário dos moldes anteriores das bolas de futebol Adidas, constituídas por gomos planos, a Jabulani é formada por oito gomos em 3D unidos termicamente e, pela primeira vez na história, foram moldados esfericamente para dar à bola um formato perfeitamente esférico, o que garante uma precisão nunca antes alcançada.

No vídeo você confere o processo de produção da Jabulani, a bola oficial da Copa do Mundo de 2010.


Éééé amigo, Copa do Mundo!!!

O Hexa ainda é um sonho

Dunga resgatou nos jogadores aquele sentimento de orgulho em vestir a verde-amarelo. Mas ainda faltava a Copa…

O time de Dunga priorizou a marcação, o sentido coletivo, deixando os “estrelismos” em um segundo plano. Mas ainda faltava a Copa…

Vencemos a Copa América, mas ainda faltava a Copa…

Levantamos o troféu da Copa das Confederações, mas ainda faltava a Copa…

O Brasil classificou-se nas eliminatórias à Copa com três rodadas de antecedência. Mas ainda faltava a Copa…

Dunga dirigiu a equipe em 55 jogos com apenas 5 derrotas. Mas ainda faltava a Copa…

E veio a Copa. Ainda que as atuações da equipe brasileira não chegassem a entusiasmar, passamos pela 1ª fase com duas vitórias e um empate, ficando com o 1º lugar no grupo.

Nas oitavas uma vitória fácil em cima dos chilenos. E agora já eram 59 partidas com apenas 5 derrotas. Mas ainda faltava vencer a Copa…

E então chegamos às quartas-de-final frente aos holandeses que vinham com 100% de aproveitamento na competição. E o combate teve, de forma muito clara, duas fases distintas. Na 1ª, o Brasil comandando o jogo, abrindo o placar bem cedo, desperdiçando várias oportunidades de “matar” o jogo, e anulando todas as tentativas ofensivas do time “laranja”.

Já na 2ª fase o jogo foi outro. Um Brasil que parecia não ter voltado à campo, enquanto que a Holanda impunha o seu futebol, conseguindo os espaços que não tivera no 1º tempo. E assim veio o gol de empate no qual Julio Cesar e Felipe Melo não se entenderam. E a partir do gol a seleção canarinho perdeu-se completamente em campo, notando-se um completo desequilíbrio emocional que desencadeou no 2º gol holandês e também na expulsão de Felipe Melo. Era de se esperar que jogadores tarimbados, acostumados a grandes decisões no futebol europeu apresentassem um melhor preparo psicológico para enfrentar esse tipo de situação adversa, o que infelizmente não ocorreu, pois vários jogadores já mostravam um desequilíbrio ainda na 1ª etapa. Nada mais deu certo para o Brasil. Nem mesmo as trocas de Michel Bastos por Gilberto e de Luiz Fabiano por Nilmar surtiram efeito.

E assim acabamos voltando para casa mais cedo do que o esperado.

Penso que não é hora de sairmos na “caça às bruxas” e crucificando culpados. O Presidente da CBF escolheu Dunga, e este por sua vez elegeu as suas preferências e aplicou o seu método de trabalho, todos sempre pensando no sucesso de um trabalho que culminasse com o título do Hexa.

Se o resultado não foi o esperado, cabe agora uma profunda análise de tudo que foi feito durante estes últimos quatro anos e repensar a Seleção já projetando 2014, quando iremos sediar a Copa do Mundo e não poderemos fracassar novamente.

E esta é uma tarefa para Felipão ou Mano Menezes, pois os outros nomes que estão sendo especulados, na minha opinião, não apresentam os requisitos que o cargo exige, estando assim fadado o selecionado brasileiro a um novo fracasso. Portanto, chega de fazer experiência, é hora de arregaçar as mangas e trabalhar, colocando no comando quem já provou que sabe. “Te liga Ricardo Teixeira!” DEDE2005

Éééé amigo, Copa do Mundo!!!

Palpiteiros comentam a Copa

Quartas de Finais definidas e só uma surpresa ou zebra. A Espanha provavelmente não será campeã mas foi melhor que Paraguai e mereceu passar. A Alemanha com vitória fantástica sobre a Argentina confirmou o que muitos torcedores “alemães brasileiros” esperavam dela. O Uruguai sofreu mas confirmou o seu favoritismo sobre Gana. E o Brasil? Ai, Ai, Ai. Ninguém imaginava. Os outros três eliminados morreram lutando, com exceção da Argentina que foi amarrada e depois trucidada. O Brasil se suicidou, morreu com o próprio veneno. O Dunga vai achar que de tanto que torceram contra ele e a equipe que ele convocou é que deu tudo errado. Porém eu digo que um time(seleção) se faz de torcida. Sabe aquela história que cliente sempre tem razão? Pois bem, no futebol é a torcida que sempre tem razão. E o que a torcida dizia? Os posts anteriores deste blog retratam isso. O desastre era iminente, mas sabe com é, sempre se tem um pouco de esperança e aí veio a decepção, disfarçada com alguns comentários como: eu sabia, eu avisei. Menos mal que um dia depois a dor foi amenizada com a eliminação dos Hermanos da “Ar Rentina” e muitos fogos reservados para o Brasil puderam ser usados. Muitos acham que devo torcer para o Uruguai. Não acho que deva. Algo me diz que devo torcer para o bom futebol e quem tem apresentado um futebol digno daquela bela Taça de Campeão do Mundo é a Alemanha. Que vença a melhor. DUDA03

Não é choro brasileiro. Muito menos lamentação. Mas o fato é que a Seleção Brasileira poderia ter ido mais longe nesta Copa do Mundo. Talvez seja este um dos motivos que fez com que a nação brasileira lamentasse tanto a derrota para a Holanda, que decretou o fim do sonho da Seleção Canarinho em conquistar o hexa. Outro motivo que deixou os torcedores brasileiros abalados com esta eliminação foi o fato de terem percebido que o grupo de jogadores que vestiu a camisa brasileira realmente incorporou o espírito de uma equipe que queria vencer. Isto era visível inclusive no semblante de cada um. Podemos constatar que existia um sentido de equipe em busca de um objetivo. Aliás, neste ponto, méritos para Dunga. Alheio a qualquer outra crítica que possa vir a receber, Dunga conseguiu formar um grupo de sua confiança e transmitiu aos seus comandados o verdadeiro significado de uma Copa do Mundo. Deixando as cobranças e reclamações de lado, e olhando pelo lado positivo, o principal triunfo desta Seleção foi mostrar ao povo brasileiro que muitas vezes a vitória não é percebida apenas quando se ganha um jogo, mas sim quando existe luta e perseverança até o apito final. DANE29

Éééé amigo, Copa do Mundo!